Essa pérola saiu do mailzine Cardoso Online:

PROIBIDA PRA MIM
—Eduardo Axelrud—

A crescente veiculação nas emissoras de rádio da versão do Zeca Baleiro para a música “Proibida pra Mim” do Charlie Brown Jr. trouxe de volta à baila uma questão que já me incomodava desde a gravação original: que diachos o autor da música quis dizer com o refrão “Se não eu quem vai fazer você feliz – guerra.” Obviamente, a razão da minha aflição é essa palavra “guerra” totalmente despropositada e fora de contexto.

Me aprofundando mais no assunto, cheguei a algumas possíveis explicações que coloco na roda aqui pra ver se alguém me ajuda a solucionar esse mistério.

1 – A música se destina a uma pessoa belicosa, como por exemplo o Saddam Hussein, que frente à possibilidade de não poder possuir o cantor, apenas se satisfaria com um conflito armado. Só uma guerra o faria feliz.

2 – O cantor está tentando armar uma ponte para um amigo seu. Ele estaria, nessa visão, fazendo uma pergunta para ela “Se não eu quem vai fazer você feliz ?” e completando dando a informação que a única pessoa que a satisfaria tão bem como ele seria um camarada de sobrenome Guerra – talvez o Otto Guerra?

3 – A palavra Guerra é um vocativo – a menina tem o sobrenome Guerra, e ele está deixando claro que é com ela mesmo que ele está falando, como quem diz, pára de olhar para o outro lado e ouve o que eu tô te dizendo, Guerra. Essa é a versão menos plausível, porque a própria canção a contraria alguns versos antes quando o cantor justifica (também meio absurdamente) que não poderia ligar para a menina por não saber o nome dela (sic).

4 – O cantor está, ao lançar esse desafio para a menina de encontrar alguém melhor que ele, declarando guerra contra a menina. Como quem diz “Ah, é? Não me quer? Então agora é guerra”.

5 – A gente é que não escuta direito e na verdade ele não está dizendo guerra, mas sim alguma outra palavra parecida, como “Serra” (ele estaria sugerindo que apenas uma viagem a Gramado poderia ser melhor que ela ficar com ele) ou “Berra” (ele estaria pedindo para a mulher responder a pergunta “Se não eu…” num tom de voz mais alto, pois ele não consegue ouvir a resposta) ou “Terra” (aí seria um merchandising do provedor de internet, o único com serviços completos que poderia “fazer você feliz”)

***************

GUERRA
—Fabiano Goldoni—

Como já dizia a minha avó, eu sou “meio duro de ouvido”. Não ouço direito, mesmo. A minha mãe acha que isso é um problema de falta de atenção. Não sei bem. Mas eu só estou dizendo isso porque eu sempre achei que a palavra “guerra”, entendida pelo amigo dono desse espaço, na música do Zeca Balero era, na verdade, uma espécie de urro ou gemido, tipo “Yeh. Heammmm!!!”.

Acho que essa interpretação vem de um vício auditivo da minha adolescência causado pelo Guns’n’Roses, cujo vocalista usava muito esse recurso. As músicas eram cheias de “Uóóóóóóóóóuóuóh Sweet child o’mine…” e “…TimeAinhainhaihnaihn…” entre outras coisas que eram mera decoração para os ouvidos e não tinham nada a ver com a letra.

O Zeca Balero não quis dizer nada, mesmo. É só um gemido que ele deve ter aprendido com o Axel, o Rose, e colocou na letra pra deixar a música mais…mais… (A palavra me fugiu agora. Mas eu acho que “boiola” serve.)

Para os que escutam “guerra”, a teoria mais aceitável é de que a música foi feita pra Andrea Guerra. Porém (sempre existe um porém), na música o cara diz “eu não sei o teu nome…” ou coisa parecda e aí vem a dúvida: será que ele só sabe o
sobrenome? Ou será que ele diz outra coisa? Ontem eu tava quase escutando “guelra” e achando que o cara era filho de um
pescador pobre e só tinha guelra com farofa pra oferecer pra mulher amada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s