Estou baixando no Audiogalaxy algumas músicas da fase psicodélica do Ronnie Von. “Fase psicodélica do Mãe de Gravata, aquele que cantava A Praça e Eu Amo Amar Você?“, você deve estar se perguntando…

Pois é isso mesmo! Em 1967 o “Príncipe” rompeu com a Jovem Guarda e gravou álbuns extremamente ousados para a época. Esses trabalhos não foram lançados em CD e, infelizmente, são pouco lembrados pelo público e crítica. Dizem até que o cantor é ressentido com isso.

Nestes trabalhos, ele antecipou o rock progressivo e o Tropicalismo, flertou com a soul music, e, como o The Who em “Sell Out”, incluiu jingles entre as músicas. Suas experimentações eram tantas que os lojistas devolviam os discos à gravadora, achando que os efeitos eram na verdade, defeitos. E, além de tudo, foi Ronnie quem sugeriu o nome aos Mutantes!

Esses álbuns de Ronnie Von estão entre os mais raros da música brasileira. Sorte nossa que existe o mp3! Saiba mais no Senhor F! E na matéria do Ricardo Alexandre que saiu na ShowBizz nº 184 (nov/2000), aquela espetacular edição com capa dos Mutantes.

Sugestões de músicas: “Espelhos Quebrados”, “Tristeza num dia alegre”, “De como meu herói Flash Gordon irá levar-me de volta a Alpha Centuri, meu verdadeiro lar” (tomou um ácido, né?) e “Sílvia, 20 Horas, Domingo”, regravada pelo Video Hits.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s