Senta que lá vem história…

Quando volto de algum show fico morrendo de vontade de voltar a organizar algum festival… Pra quem não sabe, há dez anos trabalho com produção de eventos. Inicialmente era um hobby mas agora está virando minha atividade principal. O primeiro foi quando estava no primeiro ano da faculdade (1994), o Facos Rock Festival, na Concha Acústica. Era a época em que os marditos véios da orla da praia ainda não tinham proibido eventos com som amplificado.

Depois fiz alguns shows no Salloon e no saudoso Chopp-Chopp/Armazém 7. Pra esses bares levei bandas como o Pullovers, Fish Lips, Thee Butchers’ Orchestra, The Sell-Outs (banda do Marcelo, dono da Funhouse), Moonrise, Blemish, entre outros. O último foi o Pop-A-Rama, no final de 2001, que teve edições no Teatro Rosinha Mastrângelo (Arena do Rock) e em Rio Claro (!!!). Na versão santista rolaram ótimos shows dos locais Drosóphila e Smiley, dos paulistanos Motax e Starfish e do Wander Wildner.

Ter trazido o MESTRE pra cá é um dos maiores orgulhos da minha vida. Mas também foi o maior prejú pois inexplicavelmente apenas meia dúzia de gatos pingados apareceram e a grana que rendeu não deu pra pagar o equipamento alugado. Vai entender essa cidade…

Por isso fiquei meio traumatizada e não organizei mais nenhum show. Mas também não me vendi organizando show de banda cover ou explorando banda iniciante. Atualmente, POPSCENE é o evento mais bem sucedido do qual participo (e um dos mais divertidos também) mas mesmo assim ainda sinto uma saudadezinha da bagunça dos shows! ;-)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s