Saudades

Tenho este blog desde 2000 e hoje bateu uma saudade da época em que os blogs eram “inocentes”. Já não se sabe mais onde o povo está falando as coisas por gosto, hits, fama virtual, clicks no Google Ads ou parcerias. É um tal de todo mundo querer ser “pro-blogger”.

Agora em tudo quanto é blog está rolando uma promoção de ingressos do Bloggers Cut, agregador de blogs de cinema que não é nada mais do que uma ação da Fox Films.

As gravadoras já descobriram esse filão e “gentilmente” enviam mp3 promo pra vários blogs de música de todo o mundo. O que faz com que seus clientes imediatamente disparem nos top 5 do Hype Machine e Elbo da vida, ferramentas essenciais hoje em dia na divulgação de bandas novas. E a espontaneidade, que era a principal característica dos blogs, vai pelo ralo abaixo…

Até no Papel Pop, que eu adoro, me deparei um post sobre o Bradesco Cartões que não deixa claro se é mais uma das tiradas geniais do Phelipe ou se é propaganda. Sem falar naquele duvidoso case do “copo vermelho”, que rendeu milhares de posts blogs afora no ano passado.

Nada contra ganhar dinheiro. Pelo contrário, já tirei muito proveito no auge deste blog, que já chegou a quase mil visitas por dia. Fiz networking, consegui exposição, frilas etc e tal. Mas sempre levando a linguagem e o formato dos blogs pra fora, não trazendo uma marca pros meus posts. Ou se isso algum dia rolar deixaria bem claro que é publicidade. Sei lá, não quero polêmica pois tem gente muito querida nisso e posso até mudar de idéia se alguém me convencer com bons argumentos, mas assim de prima acho sinistro pra cacete.

Gostaria sinceramente de saber a opinião de vocês, meus fiéis seis leitores.

Leia Mais: o post do Cris Dias sobre essa praga em janeiro de 2007.

18 comentários sobre “Saudades

  1. flavia, cheguei aqui pela bean e gostei bastante do tema da discussão. meu blogue é ad-free e acho que vou ser a única a dizer abertamente: sou contra propagandas em blogues. me incomoda sim, acho uma invasão desnecessária, do mesmo jeito que propagandas nos banheiros de bares, restaurantes e tal. não dá nem pra fazer xixi em paz! há pouco tempo postei algo sobre o assunto (http://foquiu.blogspot.com/2007/06/ontem-enqto-o-dia-ainda-estava-bom.html)e tô adorando a extensão do firefox que bloqueia anúncios em sites em geral. outra coisa falando dos ad-free blogues: http://www.bloggersblog.com/cgi-bin/bloggersblog.pl?bblog=126065 ah, e pro anônimo acima: pratico e defendo o uso de camisinha.:)

  2. Fla, esse tipo de post ou marketing disfarçado pra mim é SPAM. Vc acaba tendo que engulir uma mensagem ou uma marca em um moneto que vc nao estava preparado para aquilo.vc ja leu “No Logo” da Naomi Klein? O livro é sobre esses limites da invasão das marcas.Eu sou publicitaria, e acho que as marcas tem que trazer coisas divertidas, uteis ou inteligentes para as pessoas. Qdo ela precisa se “disfarçar” e chegar via Spam, it sucks.bj

  3. Máxima das redações, pelo menos aqui no RJ: só é contra o jabá quem está fora.Sério agora. Eu gosto de ver blogs (e toda mídia online) da mesma forma que vejo a mídia tradicional.Previsão de resultado a médio prazo: quem não souber separar direitinho o que é publicidade, o que é matéria paga, o que é jabá e o que é conteúdo editorial vai se queimar. E, perdendo a credibilidade, perde o anunciante.

  4. Penso que a publicidade em si não é a grande vilã da história. O problema está no fato de publicar uma propaganda e tentar disfarçá-la de post. Isso sim é uma tentativa de enganar o público. Há outras formas de se fazer publicidade.De qualquer maneira, aproveito pra dizer pra vc, Flávia, que se não fosse essa polêmica do “caso bradesco” não conheceria logo de cara o seu blog. E foi uma excelente surpresa.E ao Hector, queria dizer que os novelistas já estão escrevendo cenas de brigas nas lojas boticário…rsrsrs

  5. o lance todo que fudeu foi ter disfarçado propaganda como um post normal.product placement, alguém?foi pra isso que o phelipe deve ter sido pago.é igual na novela quando alguém tá no bar conversando:- menina, você viu o que o ricardo fez com a glorinha? ela pegou ele na cama com outra!- não acreditoooo, pra essa descer redondo só com uma skol! genim, desce mais uma!

  6. pensei bem antes de postar isso pq não queria criar caso, só debater mesmo pq era uma coisa q eu tava matutando há tempos, bem antes do “caso bradesco”. por ex., eu não falaria nada se no papel pop rolasse uma propaganda do tim festival, do cd da amy winehouse, de “passe um dia com a gwen stefani” pq eu sei q são coisas q ele realmente gosta e isso não afetaria sua credibilidade. mas celebridade brasileira nunca foi o forte do site. quem acompanha o trabalho do phelipe lembra qdo ele disse q elas não são interessantes e engraçadas como as celebritrash gringas. por isso o espanto qdo me deparei com um “passe o dia com a grazi” por lá. é quase como se eu, que odeio cigarro, colocasse um post elogiando as qualidades da philip morris aqui.o “problema” não é querer capitalizar em cima mas sim ter algum critério pra não se perder a credibilidade. afinal, os blogs não iriam “acabar” com a mídia tradicional por serem espaços espontâneos? pra q mais um veículo igual aos jornais e tv??foi isso mesmo q eu quis, carla, levantar essa bola. obrigada por ter compreendido.

  7. Incrível como as pessoas não compreendem o que lêem diante dos seus olhos. Em momento algum a Flávia falou uma linha sequer contra ganhar dinheiro com publicidade, não é sobre isso que ela escreveu. Ela fez uma reflexão, sobre ética. E se há alguma critica aqui da parte dela não são os escritores de blog (bloggers, há quem não goste de usar esse termo para escritor de blog, mas eu penso que é a correta) o alvo é sim os publicitários, que forçam um formato de propaganda que não respeita o formato blog enquanto mídia independente e opinativa. Porque uma propaganda no meio dos post é uma forma de desrepeito: ao Blog como veículo de informação independente e aos leitores, pois pode induzir os leitores, que são o patrimonio maior de um escritor de blog, afinal ninguém escreve para não ser lido, a acreditarem que aquele anúncio representa a opinião do autor do blog. E quando ao redor de um blog forma-se uma comunidade de leitores, participantes…que interagem e cometam o blog, este deixa de ser apenas de seu autor e passa a ser uma construção de todos os envolvidos, portanto deve-se sempre tratar com respeito os leitores. Que é a questão que parece querer se firmar como discussão aqui. Pena que nem todo mundo perceba as coisas diante dos olhos.E pena que muitos outros não estejam preparados para discutir as coisas com seriedade.Parabéns Flávia por levantar essa bola.

  8. Eu acho que enquanto a pessoa estiver se divertindo esta valendo a pena!Como tudo na vida e importante que vc tenha algum prazer com o que esta fazendo. Se esta dando grana otimo, se nao tudo bem tambem.

  9. Não entendi esse chororô. A promoção tem tudo a ver com o Papel Pop e o Phelipe ainda colocou o post na categoria Propaganda. Qual o problema? Atores, escritores e músicos ganham dinheiro com publicidade, só blogueiros não podem ficar com esse quinhão?

  10. Flávia, sempre te admirei e agora te admiro mais. Falou a voz da razão. Nada contra publicidades, mas que ela fique EXPLÍCITA, dizer como fez o Phelipe Cruz de que colocar na tag, em letras miúdas e no fim do texto, que aquilo deixa claro que é publicidade é no mínimo uma piada. Ele com formação em Jornalismo deveria saber dos embates já tidos ao longo da década de 90 nos jornais da diferenciação da publicidade travestida de texto jornalístico tida na mídia jornal aqui no Brasil. Da forma como estão estruturando os anúncios travestidos de post nos blogs fica a TERRÍVEL SENSAÇÃO para o leitor de SER ENGANADO. Fazer a diferenciação de FORMA CLARA E EXPLICITA entre o que é post do autor e o que É UM ANÚNCIO, deve ser uma CONDIÇÃO BÁSICA DE RESPEITO AO LEITOR. EU MESMA TIVE MEU COMENTÁRIO APAGADO DO POST DO ANÚNCIO DO BANCO AO CRITICAR ESSA PRÁTICA, NUMA CLARA DEMONSTRAÇÃO DE CENSURA. EM UM COMENTÁRIO QUE NÃO ERA DESRESPEITOSO NEM AO BANCO E NEM AO COLUNISTA E APENAS DEIXAVA CLARA MINHA INDIGNAÇÃO COMO LEITORA.Adoro seu trabalho e a forma clara, construtiva, honesta e competente com que você desenvolve as coisas. Adorando sua coluna/participação no site erikapalomino.com.brSucesso!!!

  11. opa, Fla, não tinha lido a sua resposta ainda. fui lá no blog ler p/ entender direito o que era.não é um post que eu leria, por exemplo, até porque pela foto deu p/ ver que era propaganda logo de cara. Engraçado porque eu teria passado reto por ele se vc não tivesse chamado a atenção. No caso do papel pop, não ficou estranho. Ele já tem outros banners, uma linguagem diferente, fala de celebridades, etc… ps: dont worry, seu post não é gongada. só quem tem preguiça de discutir acha isso.

  12. eu entendo a sua nostalgia blogueira, mas a gente tbem tem que perceber que os blogs não são mais como antigamente. Ninguem entra mais em blog para ler o que o outro achou daquele filme, ou p/ saber o que ele/a fez ontem à noite. A gente ainda escreve sobre isso porque não temos que nos preocupar com quem lê nossa página…não tenho nada contra a propaganda em blog, contanto que ela seja descarada e que não seja incoerente com seus princípios, de repente. Não é diferente de um banner ou de um anúncio do google…, é?A situação tá dificil, nega, os blogueiros têm que tirar um trocado. Ruim mesmo, é gente escrevendo pensando em atrair audiência. Pra quê??? além dos textos ficarem chatos, sem qualquer envolvimento, eles ficam padronizados demais. E bombar no HypeMachine não precisa, né?

  13. respondi lá e aqui… puxa, tb nada contra ganhar um dindim, pelo contrário. já ganhei dindim fazendo frila pro banco real, não sou contra bancos nem contra o capitalismo!! *rssmas ficou estranho pq quase nunca rolam posts sobre as celebridades do brasa por aqui (com exceção da suzana vieira e da gloria maria, hehe) e aí do nada esse post. confesso q nem tinha visto a tag “publicidade”, ficou bem escondida. nada contra as publicidades ao lado, sempre q posso clico nelas pra ajudar os amigos, mas assim como se fosse um post não curti, foi meio q uma brochada. sugestão: fazer um quadrinho em volta pelo menos. mas tb o blog é teu e vc faz o q quer, não vou deixar de entrar aqui 10 vezes por dia por causa disso! ;-) aquele post foi pra discutir, não pra chochar, sempre vou curtir seu trabalho!!!

  14. Tb concordo. Publicidade em blog pra mim ta ok, desde que nao interfira nas outras informacoes e que nao vire uma coisa chata. Nao entendo ainda que em 2007 as pessoas têm problemas com marcas e capitalismo. Pra mim é discurso de gente ultrapassada que tb deve se recusar a fazer sexo com camisinha. Preguiça.

  15. Bom… o blog é uma plataforma de mídia, como qq outra. Num mundo em que td é absorvido pelo capital é de se esperar a publicidade tentando nos empurrar guela abaixo. Pena que, em determinadas vezes, o leitor acaba sendo vítima de um mkt-discretamente-agressivo que se disfarça de opiniao pessoal nos blogs da vida…mas vamos levando, e aprendendo a discernir…

  16. No meu caso, Flávia, é propaganda sim. O Bradesco me ofereceu e eu aceitei com a condição de colocar o post na tag “publicidade” do Papel Pop. Assim fica claro que aquele meu texto é uma propaganda mesmo. Sobre o Copo Vermelho, na época, chegaram a me oferecer também. Mas eu não sabia que produto eu iria anunciar (eles não diziam) e eu não podia dizer que aquele copo vermelho no meu blog era uma propaganda. Recusei na hora o convite.Não tenho nada contra dinheiro. Nem contra propaganda. Os blogs estão evoluindo e essa é a ordem natural das coisas. Mas continuo achando errado e picaretagem ser pago para falar sobre algo fingindo gostar do produto sem deixar claro que aquilo é uma publicidade.Anyway, é isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s