Quem disse?

Esta sou eu: 35 anos, manequim 54, fazendo o que mais gosto: discotecar, dançar e ir a shows, usando tudo o que dizem que uma mulher GG não deve usar (listras horizontais, cores, brincos grandes, maquiagem forte).  Quem disse que eu não posso?

Nos últimos anos têm surgido na internet muitas manifestações em defesa da liberdade das mulheres. Desde a Marcha das Vadias até a Marcha do Parto em Casa, passando pelos blogs de moda plus size, todas buscam celebrar nossa diversidade e valorizar nossa liberdade de escolha.

E liberdade de escolha não praticamos somente em grandes ações políticas. No dia a dia também nos deparamos com alguns pequenos tabus que felizmente cada vez mais mulheres estão dispostas a quebrá-los. Quem disse que mulher gorda não pode usar roupa estampada? Quem disse que depois dos 30 a gente tem que se tornar uma mulher séria e abandonar a paixão pelos shows e pela vida noturna?

A mulher pode e deve ser bonita do jeito que ela se sente bem e gosta. Usa manequim maior do que 48 e ama vestidos coloridos? O que que tem? Vai trabalhar cedo no dia seguinte mas hoje à noite tem um show imperdível? Se joga! Gosta de usar olhão preto e boca vermelha também de dia? E aí? Nada é mais importante do que ser você mesma, acima de tudo.

Foi a partir dessa vontade que foi criada a fanpage “Quem disse?” (www.facebook.com/quemdisseberenice), pra levantar a bandeira de quebrar regras (de maquiagem e de vida). Tem muito mais mulheres dispostas a isso do que você imagina. ;-)

Falando nisso, a antropóloga Mirian Goldenberg apresenta uma análise inédita baseada em três pesquisas desenvolvidas com duas mil brasileiras. O estudo revela que o maior desejo feminino é ser livre! Quem disse que a mulher de hoje sonha em casar e ter filhos? Elas querem é ser donas do própria nariz! Olha só a prévia do que tem nesse estudo na entrevista da Mirian no programa da GNT, Superbonita:

6 comentários sobre “Quem disse?

  1. Super apoio!Liberdade de expressão e de ação!Hoje as pessoas se preocupam demais com a opinião alheia e esquecem das suas próprias escolhas.Admiro você e concordo que a gente deve seguir o caminho que nos traga felicidade.Independente do manequim que você se sinta bem usando, ou da sua idade.Beijos.

  2. Anna, queria muito que você tivesse ido na Casa Tpm, quem sabe no ano que vem. A Mirian Goldenberg disse "A liberdade não pode ser uma nova prisão", a gente tb não pode se cobrar tb por isso! Vc com certeza tem muitas alegrias que outras não têm, como ver os seus filhos crescendo e aplicando a educação que você dá a eles. ;-)

  3. Aqui quem fala é uma mulher muito longe de ser livre. Tenho 38 anos, sou casada e tenho 2 filhos pequenos. Estou no auge da falta de liberdade.Acho maravilhoso que as mulheres estejam desejando a liberdade e que estejam cada vez mais encorajadas a ser elas mesmas ainda que isso seja estar fora do padrão. Eu, mesmo estando casada e com filhos, não sou o padrão. Porque escolhi ficar em casa com eles, transferi o escritório pra casa desde o nascimento da minha filha e nunca mais "saí" pra trabalhar. E por incrível que pareça há quem me olhe torto por essa escolha.Deixo claro que continuo gostando de música, da vida noturna…Só que neste momento ela não cabe na minha rotina. Depois das 22h eu viro abóbora porque acordo cedo com os pequenos. Mas o tempo passa depressa e logo, logo esse jogo vira e se daqui um tempo você cruzar com uma quarentona/cinquentona animada na pista de dança poderá ser eu.Lindo texto querida, beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s