Playlist: Popscene Greatest Hits

CSS

Flyer do CSS ainda com formação original na Popscene em 2003 <3

Passei o final de semana na Baixada Santista, bateu uma saudadinha da Popscene e transferi a playlist de greatest hits da festa que eu mantinha no Deezer para o Spotify, que eu tenho usado mais. Divirtam-se! ;-)

Anúncios

Ouça as mixtapes psicodélicas do Temples no Mixcloud

temples2016Foto do @templesofficial

O Temples anunciou em suas redes sociais que está pra lançar música nova! \o/ Em outubro eles fazem uma turnê com 18 shows pelos Estados Unidos. #estamosdeolho

Enquanto os britânicos não reaparecem com trabalho novo ouçam as deliciosas mixtapes de rock psicodélico que eles têm postado no Mixcloud.


O disco de estreia do Temples, “Sun Structures”, foi um dos meus favoritos de 2014. Eles fizeram um show em São Paulo em 2015 que infelizmente sofreu com alguns problemas técnicos e pouca divulgação. Tomara que voltem com o novo disco em um local mais adequado.

Se nunca ouviu o “Sun Structures” tire o atraso aqui.

jamestemples

Tietando o James Bagshaw <3

Dica de Netflix: “Música da alma”, a história do girl group aborígene The Sapphires

thesapphires
Tentando tirar a poeira deste blog com uma dica de um filme delicioso que acabei de ver no Netflix, “Música da alma” (“The Sapphires”, no original). É um filme australiano lançado em 2012 que não teve muito destaque na divulgação no Netflix, eu mesma nunca havia ouvido falar dele, mas a sinopse me chamou atenção pois sixties + soul + girl group é comigo mesmo. É uma mistura de “Dream Girls” com “The Commitments” então quem é fã de filmes de música tem tudo pra gostar. <3

thesapphires-posterO longa mostra a história, – inspirada em fatos reais -, de um girl group formado por aborígenes nos anos 60 que deixou a Austrália para fazer shows para as tropas norte-americanas no Vietnã. “The Sapphires” joga luz em um povo cuja história nós brasileiros pouco conhecemos, a dos aborígenes, que vivem uma situação muito parecida com a dos índios brasileiros. O roteiro toca na ferida da chamada ”geração roubada” – como são chamadas as vítimas de uma política governamental de aculturação forçada de aborígenes que começou com o século XX e continuou até a década de 60.

Tidos oficialmente como “parte da fauna e flora” da Austrália até não muito tempo atrás, somente a partir de 1967 os aborígenes foram considerados cidadãos australianos. Depois de ter terem quase sido dizimados com o respaldo de leis pavorosas, os poucos que restaram sofrem muito preconceito na sociedade local até hoje e lutam por maior representatividade na política, na mídia e na cultura.

Isso é bem alcançado em “The Sapphires” pois o diretor, Wayne Blair, é de origem aborígene. O roteiro é de Keith Thompson e Tony Briggs, autor do musical de teatro de 2004 que inspirou o filme. Tony é filho de uma das Sapphires originais. As Sapphires são representadas por atrizes dessa etnia: Deborah Mailman (Gail), Miranda Tapsell (Cynthia), Shari Sebbens (Kay) e Jessica Mauboy (Julie), que além de atriz é uma popstar surgida no “Australian Idol”. Os resultados do longa foram ótimos: o longa foi ovacionado por 10 minutos no Festival de Cannes em 2012 e tornou-se um dos filmes de maior bilheteria na Austrália recentemente.

O sucesso do filme atraiu o interesse pelas Sapphires reais. Na verdade somente duas, as irmãs Lois Peeler e Laurel Robinson, foram ao Vietnã. Suas duas primas, Beverley Briggs e Naomi Mayers, permaneceram na Austrália. Todas estão vivas e atuantes nas áreas de Saúde e Educação. Atualmente batalham para recuperar parte de sua história musical.

Não deixe “Música da Alma/The Sapphires” passar batido por você na imensidão de títulos do Netflix. É um filme que certamente vai fazer seu dia mais feliz. ;-)

Para saber mais: Aborígenes – exclusão ainda não reparada
The Sapphires: where are they now?

Los Pirañas e Frente Cumbiero se apresentam em São Paulo

Colombia

Mario Galeano Toro

A editoria Colômbia deste blog fica muito feliz em informar que dia 28/11, sábado, tem show do Los Pirañas no Festival Música Estranha, em São Paulo. \o/ A banda se apresenta no palco no espaço Nos Trilhos, que começa às 19h30 com ingressos a 20 reais. Mais informações sobre o festival na fanpage e no evento.

E aproveitando seu período no Brasil Mario Galeano Toro se apresenta dia 19/11 na edição de 5 anos da festa Macumbia com um DJ set de seu projeto Frente Cumbiero.

O músico, produtor e professor universitário Galeano é um dos nomes mais prolíficos da atual cena colombiana e figura essencial pra quem quer conhecer a música do país. Além de integrante do Los Piranãs e do Frente Cumbiero, o bogotano integrou o Ensamble Polifónico Vallenato e é também parte do Ondatropica, que está em processo de mixagem de seu esperado segundo álbum.

O Los Pirañas é formado por Mario (no baixo), pelo guitarrista Eblis Álvarez (do Meridian Brothers) e pelo baterista Pedro Ojeda (Sidestepper, Ondatropica) e dá uma roupagem retrofuturista pra sonoridades clássicas colombianas. A banda também se apresenta no festival El Mapa de Todos, que acontece de 11 a 15 de novembro em Porto Alegre.

No DJ set do Frente Cumbiero, Mario apresenta produções próprias e suas pesquisas da música afrocolombiana e latinidades obscuras em geral. Enfim, não dá pra perder as passagens do cara pelo Brasil! ;-)

Leia outras boas entrevistas com Mario Galeano na Bomb Magazine e no El País.

lospiranas

Los Pirañas

Entrevistas em vídeo:

Los Pirañas:

TupiniQueens, doc sobre a cena drag paulistana, estreia dia 14 de novembro no Mix Brasil

tupiniqueens_logo

O documentário TupiniQueens​ estreia na mostra competitiva nacional do Festival Mix Brasil​ no próximo sábado, 14/11, às 19h no CineSesc​ (Rua Augusta, 2075, São Paulo).

O filme retrata a cena drag paulistana, apresenta a transformação do status marginalizado ao mainstream das drag queens e conta com depoimentos e apresentações de artistas nacionais e ex-participantes do Rupaul’s Drag Race. Tem Ikaro Kadoshi, Marcia Pantera, Gloria Groove, Penelopy Jean, Alaska, Raja, Adore, Latrice. Até eu apareço lá dando close discotecando na vernissage do Suriani, hahaha!

Gravado de forma totalmente independente – sem apoio de edital ou patrocínio -, o diretor João Monteiro teve apoio inicial dos irmãos Karol e Renato Bueno que ajudaram no roteiro e na ideia. A montagem final do projeto veio com o diretor de fotografia Fernando Moraes.

07 - FRAME - TUPINIQUEENSIkaro Kadoshi

Garanta seu ingresso online ou na rede Sesc SP de ingressos.

Assista ao trailer:

Curta a fanpage do filme pra saber quando ele será exibido novamente www.facebook.com/tupiniqueens

Gruff Rhys prepara musical infantil do disco “Candylion”

candylion

Depois de percorrer o mundo com o show do maravilhoso documentário “American Interior”, com o qual ganhou o In-Edit Festival de 2014, Gruff Rhys prepara mais uma novidade. De 16 de dezembro a 2 de janeiro de 2016 ele apresenta em Cardiff um musical inspirado em seu segundo disco solo, “Candylion”, de 2007. Mistura de peça teatral com sing-a-long, o espetáculo “The Insatiable, Inflatable Candylion” é indicado para crianças acima de 4 anos e fica em cartaz no National Theatre Wales.

Pena que se nem o premiado “American Interior” passou por aqui, muito menos esse, então se estiver pelos lados do País de Gales aproveite, hehe! Tudo o que o Gruff faz é maravilhoso! <3

Veja o teaser:

Links: www.gruffrhys.com
https://www.facebook.com/Gruffingtonpost
www.nationaltheatrewales.org/insatiable-inflatable-candylion
O disco “Candylion” no Deezer

Banda chilena Chico Trujillo se apresenta dia 4/11 em São Paulo

chicotrujillo

Uma das bandas mais queridas do Chile e sempre presente em meus sets latinos, o Chico Trujillo toca dia 4 de novembro em São Paulo em uma edição extra da festa Macumbia. Eles fazem o show de seu mais recente disco, “Reina de todas las fiestas”, lançado este ano.

Com 12 anos de estrada e cinco álbuns lançados, a orquestra chilena já se apresentou em mais de 20 festivais ao redor do mundo. Misturando cumbia clássica, bolero, salsa, ska, música dos balcãs e reggae, o resultado é um coquetel único e dançante.

O show acontece no Centro Cultural Rio Verde – Rua Belmiro Braga, 119 – Vila Madalena. Ingressos do primeiro lote já à venda por 30 reais no Sympla.

A banda já se apresentou em São Paulo em 2012 em um show considerado histórico por quem esteve lá. Se liga!

Aqui um show na íntegra:

Pra ouvir a banda no Deezer:

http://www.deezer.com/plugins/player?format=square&autoplay=false&playlist=false&width=300&height=300&color=007FEB&layout=dark&size=medium&type=radio&id=artist-344044&title=&app_id=1

Fanpage da banda: www.facebook.com/chicotrujillooficial

15 anos de C:\Blah Blah Blog

fla-revistadaweb

O C:\Blah Blah Blog completou 15 anos esse mês! Comecei o blog como um diarinho bem no início da minha vida adulta e do meu estabelecimento em São Paulo. Postava minhas encanações profissionais, o medo da cidade grande, a saudade da terra natal e o encantamento pelas coisas novas e redescoberta de coisas antigas. Acompanhei vários momentos históricos como o 11/09/2001, a eleição do Lula em 2002, tive uma fase noveleira e hoje falo somente sobre música e cultura pop. Teve suas várias fases, assim como não somos os mesmos sempre.

Depois de muito apego ao Blogger, finalmente migrei pro WordPress em 2013, mas mantive todos os posts antigos. Hoje ao reler os arquivos acho graça da minha ingenuidade. Mas apesar da ter evoluído em vários aspectos fico feliz em ver que mantive minha essência e o amor pela música em primeiro lugar.

Adoro essa foto da Revista da Web pois ela representa a fase do blog moleque, no qual os blogs eram realmente uma alternativa a grande imprensa e não mais do mesmo.

Brinco que sou a única blogueira do Brasil que não ganhou rios de dinheiros e convites pra viagens, mas o fato é que o blog abriu muitas portas, trouxe vários amigos e coisas boas! Obrigada por me acompanharem nesses últimos 15 anos! <3

“Taxidermy”, novo disco da Sharon Needles, já tem data de lançamento: 31 de outubro

sharonneedles_taxidermy

Depois de muita espera, Sharon Needles finalmente anunciou o lançamento do sucessor de “PG-13”. “Taxidermy” tem lançamento previsto para o dia de Halloween, 31 de outubro. O álbum já está em pré-venda na Amazon e no iTunes. O preview de 30 segundos de cada faixa já está disponível. A foto da capa e do photoshoot são do fotógrafo Franz Szony.

sharonneedles_franzszonyTracklist:

1. Dracula
2. Dead Dandelion
3. Taxidermy
4. Hollywoodn’t
5. Supernature
6. Lucy
7. Wendigo
8. Glow in the dark!
9. Scream
10. The Damned
11. Whammy

 

Evento Mulheres Digitais acontece neste sábado na Cásper Líbero

mulheresdigitais

Uma seleção de estratégias digitais apresentadas pelas mulheres mais criativas do mercado

No dia 10 de outubro acontece na Cásper Líbero a primeira edição do Evento Mulheres Digitais, que traz a participação de grandes nomes femininos do mercado digital. Tive a honra de ser convidada para o painel sobre o mercado de moda plus size e suas estratégias digitais participando ao lado das queridas colegas jornalistas e blogueiras Juliana Romano e da Paula Bastos (Grandes Mulheres).

“O Evento Mulheres Digitais foi idealizado para discutir estratégias e ideias criativas para o mercado digital, realizada por mulheres. Espero que este evento possa dar início a uma equalização no cenário atual dos eventos de comunicação liderados só por homens. Existem muitas mulheres no mercado digital realizando projetos incríveis e elas precisam ser ouvidas.”, comenta Ricardo Maruo, um dos idealizadores do evento.

mulheresdigitais_banner

O Mulheres Digitais conta com profissionais de diversos segmentos e a programação inicia-se com apresentação de Viviane Mansi, Gerente Global de Comunicação do Grupo Votorantim e professora da Pós-Graduação da Faculdade Cásper Líbero, mostrando como as mulheres atuais podem tomar posse das oportunidades que o mercado digital oferece. Em seguida uma palestra bem humorada com a professora da ESPM e curadora do Evento Share, Liliane Ferrari, que relembra como eram as estratégias digitais em uma época em que não existia o Facebook.

Às 10h30 a gerente de produtos de Buscofem, Michelle Machado, explica como é possível tornar uma marca de medicamento em uma love brand com uma estratégia bem feita. Ainda antes do almoço a jornalista Ariane Freitas e a publicitária Jessica Grecco, do Indiretas do Bem, contam como foi a estratégia de transformar uma simples página do Facebook em algo muito maior, espalhando o “bem” por toda web, gerando uma série de produtos.

Após o almoço, às 13h30, as jornalistas e blogueiras, Ju Romano, Paula Bastos e Flávia Durante mostram o crescimento do mercado plus size e contam quais estratégia digitais são interessantes para um mercado que movimenta mais de R$4,5 bilhões ao ano. Às 14h30, a fundadora do site Plano Feminino, Viviane Duarte, fala sobre bom senso no mercado digital e como ser relevante frente a bombardeios de conteúdos sobre emponderamento feminino. Após o coffee break, às 15h30, pela primeira vez em um evento Carla Alzamora mostra o estudo detalhado sobre a representatividade de gêneros e raças na publicidade brasileira. Às 16h15 as publicitárias Cris Bartis e Juliana Wallauer gravam pela primeira vez uma edição do Mamilos para portal B9 com a participação da plateia.

O Evento Mulheres Digitais ainda tem o apoio das marcas Café 3 Corações, Cacau Show, Trampos.co, Plano Feminino, Buscofem, a fotógrafa Adriana Líbini, Indiretas do Bem e Podcast Mamilos.

O evento acontece no dia 10 de outubro, no teatro da Faculdade Cásper Líbero. Os ingressos tem um valor único de R$120,00 e as compras podem ser feitas através do site: www.eventomulheresdigitais.com.br. Leitores do Blah Blah Blog que utilizarem o código MD4010promo ganharão 40% de desconto na inscrição! ;-)

Serviço Mulheres Digitais:

Onde: Auditório da Faculdade Cásper Líbero
Data: 10 de outubro/2015
Endereço: Avenida Paulista, 900 – 1º andar
Horário: Das 8h10 às 17h30
Ingressos: R$ 120,00 através do site www.eventomulheresdigitais.com.br
Fanpage: www.facebook.com/eventomulheresdigitais

Leia também: a entrevista que dei para o site Trampos, parceiro do evento. :-)

Ondatrópica faz campanha pra arrecadar verba pra segundo disco

ondatropica-volume2

O primeiro disco do Ondatrópica foi pra mim um divisor de águas. Foi quando do indie e do rock em espanhol comecei a conhecer melhor a salsa e a cumbia e me apaixonei de vez pela música latina (e pela Colômbia). Os idealizadores do projeto, Mario Galeano (Frente Cumbiero) e Will Holland (Quantic), estão agora gravando o seu segundo disco e fazendo um crowdfunding no Indie GoGo pra arrecadar verbas. Porém faltam apenas seis dias para o fim da campanha e a meta não chegou ainda a 30%. Quem é fã de música latina e tiver como ajudar ou divulgar, a deusa da música agradece! O link é igg.me/at/ondatropicavol2

O disco será gravado em duas etapas: a primeira na Ilha de Providência, trabalhando com antigos músicos locais, e a outra na capital da Colômbia, Bogotá, para mostrar um lado mais futurista do trabalho do grupo. As recompensas são incríveis! E o trabalho musical do grupo, não preciso nem falar! igg.me/at/ondatropicavol2

Pra ajudar na divulgação da campanha eles lançaram hoje um vídeo ao vivo de “Descarga Trópica”, faixa do primeiro disco. O clipe foi produzido por Brian Cross B+ durante as gravações do Volume 01 nos famosos estúdios de da Discos Fuentes de #Medellín‬ em janeiro de 2012. Participaram dessa gravação Fruko, Michi Sarmiento, Freddy Colorado, Jose Miguel Vega “El Profe”, Wilson Viveros, Luis Bravo, Alfredito Linares, Fernando “Ovejo” Silva, Markitos Micolta, Quantic e Mario Galeano.

Aqui vídeo da campanha:

Pra quem nunca ouviu o primeiro disco, ele pode ser ouvido no Deezer ou no YouTube.

Pioneiro na cumbia digital, coletivo ZZK faz campanha de crowdfunding

zzk-support-TEAM

Se você acompanha a nova cena musical latina provavelmente já ouviu ou dançou ao som de artistas como Chancha Vía Circuito, Frikstailers ou La Yegros. E por trás deles está um dos selos mais bacanas da América Latina, o ZZK Records, da Argentina. Pois a gravadora que foi uma das responsáveis por espalhar a cumbia digital e o tropical bass pelo mundo está passando por momentos difíceis. Mas em vez de encerrar suas atividades resolveu fazer um crowdfunding para poder prosseguir!

Criado há sete anos, o ZZK é um selo de festas e bandas argentinas dedicado a revelar novos nomes da efervescente cena local. A iniciativa dos três amigos Guillermo, Diego e o texano Grant C. Dull correu o mundo e suas compilações “ZZK Records: Cumbia Digital” ficaram bem conhecidas entre DJs e fãs de música latina moderna. Seus artistas fizeram turnês e participaram de festivais pela Europa e Estados Unidos e já apareceram em trilhas sonoras de filmes e seriados. Quem não se lembra da inesquecível cena de Breaking Bad ao som de um remix do Chancha Vía Circuito?

Pra quem quiser conhecer mais sobre a ZZK é só visitar o site. E o crowdfunding está sendo feito através da plataforma Indie GoGo. Vamos ajudar nossos hermanos da ZZK?

zzk-support_19_1024