Bánh Mì: um pedaço do Vietnam na Bela Vista

Nesses meus rolês pela Europa conheci a gastronomia vietnamita e ela logo se tornou uma de minhas favoritas.

É uma culinária que envolve vários sentidos, cheia de sabores, cores, texturas e aromas. É possível ver influências chinesas, pois a China ocupou o Vietnã por mil anos, e da França, que ocupou o país até os anos 50.

A base é o arroz, que está presente de várias formas e texturas: frito, risoto, farinha e macarrão. Carnes, vegetais, caldos e, claro, muitas ervas e especiarias, que fazem com que a refeição comece logo que você entre em um restaurante.

As sobremesas são leves, porém marcantes e refrescantes: coco, banana, manga, tapioca… ideais para quem gosta de doce mas não aguenta mais a profusão de doces melados e enjoativos cheios de nutella e leite ninho.

O prato mais conhecido é o Phở (se pronuncia fãã), o primeiro da galeria de fotos. Trata-se de caldo perfumado de sete especiarias e cozinhado por oito horas, acompanhando talharim de arroz, brotos de feijão, cebola, ervas aromáticas e carne bovina. Há também muitas opções veggie.

Obviamente o Vietnã entrou para minha wishlist de viagens. Ainda vou conhecer o país pra me embrenhar pela sua gastronomia! Mas enquanto isso não acontece, vou conhecendo os restaurantes vietnamitas daqui de São Paulo.

Neste sábado estive no Bánh Mì Vietnam (@banhmisp), que fica na Bela Vista, que já conhecia por delivery. Tudo super gostoso, atendimento atencioso e o espaço super charmoso, com áreas abertas.

A colônia vietnamita no Brasil conta com apenas 100 pessoas, então são bem poucos os restaurantes com essa culinária no país. Há algum tempo fiz um guia aqui no Instagram com os restaurantes de SP. (Veja aqui).

E você, já conhecia a culinária vietnamita?

Serviço:

Bánh Mì Vietnam
Rua Dr. Seng, 44 – Bela Vista, São Paulo – SP
Delivery: https://banh-mi-vietnam.goomer.app/
Instagram: @banhmisp
Quarta a domingo
Reservas para o salão pelo whatsapp

Flávia está com um lenço vermelho de bolinhas brancas, ela tem os cabelos vermelhos médios e ondulados, segura uma colher de madeira escondendo o olho esquerdo, está com expressão sorridente, batom vermelho, piercing no nariz e usa roupa verde e avental branco

Sobre cozinha, químicas e depressão

Pode ser um clichê mas a cozinha tem me ajudado a sair da depressão. Troquei o pijama velho com o qual eu ficava o dia todo por um avental. Quando não tenho algum trabalho pago para fazer fico horas no YouTube procurando receitas e depois colocando em prática. Adoro as donas de casa e os tiozinhos que gravam os vídeos com cachorro latindo, crianças gritando, mandando mil beijos e bençãos para os seguidores. E os chefs que traduzem a cozinha moderna para o nosso dia a dia. Não tenho paciência para os muito esnobes e cheios de si, gosto dos mais descabelados e pé no chão.

Frá Cozinheira

Passei a voltar a cozinhar mais em casa pois a grana ainda está curta e o delivery, – apesar de ser uma mão na roda quando a gente não tem forças nem para fritar um ovo -, acaba nos levando à falência. Descobri um prazer enorme em ver a química dos alimentos acontecer na minha frente. A pectina resultar em geléia, a nata virar manteiga, o fermento fazer a massa crescer.

Sempre soube cozinhar o básico gostosinho, mas nesse último ano aprendi truques que elevam o patamar, como as camadas de sabores, combinar texturas, reaproveitar sobras e cascas, testar diferentes temperos e aromas. Me arrisquei na culinária de outros países, busquei mais sabor na comida vegetariana. Só estou apanhando ainda com as massas e os pães. Mas não desisto, volta e meia faço novas tentativas. E é isso, é tentativa e erro. Tentativa e erro. Assim como a vida.

Dificilmente vou fazer disso uma profissão. Mas não vejo a hora de poder receber os amigos em casa em volta de uma mesa. Voltei a ter esperança no futuro.

* Na foto, doce de casca de maracujá que peguei de várias receitas no YouTube e dei um toque de pimenta rosa.

Doce de casca de maracujá
Manteiga caseira
Bolo de Natal

No meu Instagram @flaviadurante posto as comidinhas que tenho feito com a hashtag #comidinhasdafrá

Canais que acompanho:

Mohindi
Underchef
Isamara Amâncio
Eduardo Jacintho
Larica Vegana
Receitas de Pai
Culinária em Casa

PS: Esse novo hobby de forma alguma é um substituto para um tratamento, apenas um auxílio que encontrei. Se estiver com depressão ou ansiedade procure um psicólogo ou psiquiatra. Também faço acompanhamento com esses profissionais! Não é vergonha alguma!!!

Onde comer a comida colombiana em São Paulo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Arepas nas ruas de Bogotá

Arepas nas ruas de Bogotá

Quem adora descobrir novidades gastronômicas em São Paulo já deve ter reparado que há cerca de dois anos a Capital ganhou vários restaurantes dedicados à cozinha da Colômbia. Tão rica e saborosa quanto a brasileira, a gastronomia da terra de Gabriel García Marquez tem tudo para fazer cada vez mais sucesso por aqui, assim como a peruana. Depois da Copa do Mundo o interesse pelo país aumentou, já não é mais tão raro trombar com pessoas no metrô usando camisas da seleção colombiana e nem tão difícil ver fotos no Instagram de brasileiros passando férias por lá.

A Colômbia é um belíssimo país andino, amazônico, pacífico, caribenho e com forte influência negra na costa. Peixes, frutos do mar e frutas são muito utilizados no litoral, quase todos os pratos vêm acompanhados por arroz de coco e chips de banana. Nas regiões de maior altitude, onde é necessário mais “sustança” devido ao frio, os caldos e carnes são os mais consumidos. Mas é na comida de rua que está a maior estrela da culinária colombiana, a arepa, uma massa branca de milho circular e achatada, equivalente a tapioca brasileira. A textura “borrachuda” é parecida e a massa em si não tem muito gosto, são os recheios que dão o sabor, geralmente queijo, frango, carne e chorizo.

Limonada de Coco

Limonada de coco de Cartagena

Outros pratos bem famosos são a bandeja paisa (uma espécie de virado à paulista, típico de Medellín), lechona (leitão assado, típico de Tolima), sancocho (uma espécie de cozido da região de Cali), patacones (massa frita de banana) e o meu favorito, o ajiaco santafereño, uma espécia de sopa turbinada que leva frango, milho, batata, arroz e abacate. Só de lembrar já salivei aqui! ;-)

O café da manhã colombiano é uma perdição à parte. Ele conta com arepas, buñuelos, almojábanas, queijos, frios, ovos, sucos, o saboroso caldo de costela e, claro, o café colombiano, considerado o melhor do mundo atualmente. Não sou muito de doces então não fui muito atrás, mas os mais conhecidos estão as obleas e o arequipe. Já de sucos eu sou muito fã e a Colômbia é muito rica em frutas então eu me fartei e experimentava vários por dias. Não deixe de experimentar o suco de lulo e a famosa limonada de coco. Para beber experimente também a tradicional aguapanela, um tipo de “chá de rapadura”, que ajuda a combater os efeitos da altitude, o chá de coca, e o meu refrigerante favorito por lá, o Postobon de maçã. Entre as bebidas alcoólicas, o canelazo é uma deliciosa versão da aguapanela “batizada” de aguardente colombiano e canela. As cervejas mais conhecidas são a Club Colombia (roja, rubia e negra), a Poker e a Aguila.

Sabores de mi tierra, em Pinheiros

Sabores de mi tierra, em Pinheiros

Se depois de todas essas descrições você ficou morrendo de vontade, segue aqui uma listinha dos melhores lugares para se comer comida colombiana em São Paulo, – todos comandados por legítimos colombianos. Se estiver faltando algum me avise nos comentários que eu acrescento! ;-)

1) Sabores de mi tierra O simpático e descontraído lugar que deu origem a onda colombiana em São Paulo. Comandado por Magdalena Torres, nascida em Chaparral, é especializado em arepas e patacones mas volta e meia fazem eventos especiais nos quais apresentam diversos pratos e até o desayuno colombiano. Fica num trecho escondido da Rua Lisboa, em frente ao Instituto Göethe, mas é lugar pra passar horas experimentando de tudo um pouco! Os preços são bem convidativos. Rua Lisboa, 971 – Pinheiros – Telefone: (11) 3083´-3114.

2) Guanahaní O bar e restaurante criado pela colombiana Pupi Lopes tem um perfil um pouco mais sofisticado e privilegia a culinária da costa colombiana. Experimente o ceviche cartagenero. Lá é possível encontrar o suco de lulo! Os drinks de lá também são excelentes. Rua Joaquim Antunes, 391 – Pinheiros – Telefone: (11) 3060-9169. // Update: o restaurante encerrou os seus serviços em 2016. ;-(

3) Maíz Arepas – Ainda em Pinheiros é possível experimentar várias comidas de rua latinoamericanas, como as arepas, tacos, empanadas a preços acessíveis. O restaurante é do premiado chef colombiano Dagoberto Torres, também dono do excelente Suri e sobrinho de Magdalena, do Sabores de mi tierra. Rua Mateus Grou, 472 – Pinheiros – Telefone: (11) 3034-6551.

4) Macondo Raízes Colombianas – O Macondo é um projeto do chef colombiano Jair Abril Rojas para divulgar a culinária de seu país. Suas especialidades são as arepas e patacones. Ele tem participado de feiras gastronômicas e latinas pela cidade. Pra saber onde ele vai estar na semana é só ficar de olho na fanpage. Atualmente estão no Calçadão Urbanóide, na Rua Augusta, 1291 (perto do Ibotirama).

5) Locombia – O Locombia é um trailer dedicado à comida de rua, especialmente as carnes e o delicioso churrasco de costela, além do arepamburguer. Também comandado por colombianos, circulam por várias feirinhas gastronômicas da Capital e promovem eventos com comidas típicas. Fique de olho na fanpage.

6) Rich Burger – Segredinho da Barra Funda, é um quilo tradicional durante a semana que aos sábados oferece almoços tipicamente colombianos. O simpático restaurante de Patricia Escobar oferece ajiaco, sancocho de costilla, bandeja paisa, arroz com camarões em uma tarde com música latina com preços de bairro. Ligue para saber o cardápio do sábado! Rua Barra Funda, 636 – Barra Funda – Telefone: (11) 3825-4980. // Update: infelizmente o restaurante fechou :-(

7) Boteco La Gorgona – Inaugurado em março no Baixo Augusta e mais uma prova de que a comida colombiana está conquistando de vez o paladar do paulistano! O bar criado por um grupo de amigos colombianos promete ter um ponto de encontro para quem procura uma boa bebida, petiscos tradicionais do país e uma conversa descontraída ao som de boa música. Os preços são bem honestos e a trilha de música colombiana moderna é deliciosa. Adorei o sancocho! Rua São Miguel, 22 – Baixo Augusta (travessa da Frei Caneca próxima ao shopping).

8) Café Colombiano – Lá é possível degustar o saboroso café colombiano e vários pratos locais. Na Unidade I servem refeições todos os dias e aos sábados um delicioso buffet por quilo com pratos típicos colombianos. A Unidade II é somente cafeteria com doces e salgados, café, sucos e arepas. Unidade I – Oficina Oswald de Andrade – Rua Três Rios, 363, Bom Retiro. Telefone: (11) 3224-0697; Unidade II – Armazém do Campo – Alameda Eduardo Prado, 499, Campos Elíseos – Telefone: (11) 3333-0652.

9) Restaurante Los Rolos – O novíssimo restaurante, desta vez no Centro, traz o legítimo PF colombiano, sempre acompanhado por uma boa fatia de abacate. No cardápio também constam patacones e o caldo de costilla. Rua Guaianazes, 70 – Campos Elíseos (próximo ao Riconcito Peruano).

10) La Obleas – Bike food que vende a oblea, doce típico colombiano. Trata-se de dois discos de wafer rechados generosamente com dolce de leite (ou aqui no Brasil, com Nutella, leite condensado ou brigadeiro). A bike que participa de eventos por São Paulo é da mesma família do Locombia.

Leia mais: meu post sobre a viagem para Cartagena de Índias