Pioneiro na cumbia digital, coletivo ZZK faz campanha de crowdfunding

zzk-support-TEAM

Se você acompanha a nova cena musical latina provavelmente já ouviu ou dançou ao som de artistas como Chancha Vía Circuito, Frikstailers ou La Yegros. E por trás deles está um dos selos mais bacanas da América Latina, o ZZK Records, da Argentina. Pois a gravadora que foi uma das responsáveis por espalhar a cumbia digital e o tropical bass pelo mundo está passando por momentos difíceis. Mas em vez de encerrar suas atividades resolveu fazer um crowdfunding para poder prosseguir!

Criado há sete anos, o ZZK é um selo de festas e bandas argentinas dedicado a revelar novos nomes da efervescente cena local. A iniciativa dos três amigos Guillermo, Diego e o texano Grant C. Dull correu o mundo e suas compilações “ZZK Records: Cumbia Digital” ficaram bem conhecidas entre DJs e fãs de música latina moderna. Seus artistas fizeram turnês e participaram de festivais pela Europa e Estados Unidos e já apareceram em trilhas sonoras de filmes e seriados. Quem não se lembra da inesquecível cena de Breaking Bad ao som de um remix do Chancha Vía Circuito?

Pra quem quiser conhecer mais sobre a ZZK é só visitar o site. E o crowdfunding está sendo feito através da plataforma Indie GoGo. Vamos ajudar nossos hermanos da ZZK?

zzk-support_19_1024

Artistas brasileiros cantam música latina em coletânea do site Scream & Yell

SomosTodosLatinos

O site Scream & Yell, um dos poucos no Brasil a dar espaço para a música latina independente, lança nesta terça (17) a coletânea Somos Todos Latinos. A homenagem conta com 16 artistas brasileiros interpretando canções latinas, cada um no seu estilo. Alguns fizeram versão em português, outros cantaram no original ou mudaram radicalmente o arranjo. “Nossa ideia é lançar luz sobre uma cena musical latina que, para nós, é uma muita valorosa”, disse Marcelo Costa, editor do site .

O jornalista Leonardo Vinhas é o curador e produtor executivo da compilação. As canções selecionadas vão desde obras mais tradicionais de Silvio Rodríguez e Eduardo Mateo até registros contemporâneos de El Mató a Un Policía Motorizado e Los Impermeables, passando por bandas de grande alcance no mercado latinoamericano, como Soda Stereo e Aterciopelados. Entre os artistas brasileiros participantes estão Nevilton, Projeto Ccoma, Cassim e Barbária, Beto Só e Juliana R.

A coletânea estará disponível amanhã no site www.screamyell.com.br mas quatro já podem ser ouvidas na playlist abaixo.

Conheça a cumbia gótica do grupo colombiano La MiniTK del Miedo

laminitkdelmiedo

La MiniTK del Miedo é uma das bandas da Colômbia mais interessantes e intrigantes que conheci desde que comecei a acompanhar a nova música de lá. Inventores da “cumbia gótica”, seus três integrantes não revelam seus rostos e sempre se apresentam com máscaras e roupas de couro. As músicas do trio fazem referências à tumbas, caveiras e rituais satânicos, tudo isso temperado com ritmos tropicais como a cumbia, a salsa e o merengue em roupagem trevosa. Só ouvindo pra entender esse contraste maravilhoso!

O seu primeiro disco foi “Muerte y Sabrosura”, de 2012. Prestes a lançar seu segundo evangelho, “La Trilogía de La Salvación”, o La MiniTK del Miedo divulgou seu novo single, o sinistro merengue ¡Bruja!. A banda prepara-se também para tocar dia 15 de março no Vive Latino 2015, um dos maiores festivais da América Latina.

Links: www.facebook.com/LaMinitkDelMiedo

Update: A banda lançou nesta segunda, 9 de março, o EP “La Trilogía de La Salvación” \m/

Paixão pelo Northern Soul vira filme de Elaine Constantine

northernsoulthefilme

Segundo filme a ter os bailes de northern soul como pano de fundo nos últimos anos, Northern Soul estreia nesta sexta, 17 de outubro, nos cinemas do Reino Unido. O primeiro foi Soulboy, lançado em 2010, e sobre o qual eu escrevi na ocasião para o site da revista Trip.

O filme de 2014 é o primeiro filme da fotógrafa britânica Elaine Constantine, que já trabalhou para a The Face, Vogue e Vanity Fair. Conta a história de dois jovens de saco cheio de sua vidinha escola-fábrica que descobrem o northern soul e sonham em ir para a América em busca de discos raros que os façam os melhores DJs da cena. Essa jornada os força a confrontar rivais, violência, abuso de drogas e sua amizade é testada até o limite.

northernsoulthesoundtrackO longa conta com a participação de Steve Coogan, que interpretou o lendário empresário Tony Wilson, no filme 24 Hour Party People, outra obra essencial na lista de filmes dos fãs de música. Curiosamente esses dois filmes contam a história de submundos que ajudaram a moldar a cultura dos clubes e DJs no mundo inteiro.

A trilha sonora foi lançada em dois formatos: 2CD+DVD e  em um lindo boxset com compactos de 7″. E durante a produção do filme, Elaine Constantine lançou um livro de fotografias, Northern Soul: An Ilustrated History.

Tomara que, ao contrário de Soulboy, Northern Soul seja exibido no Brasil. Fãs desse estilo de soul e do lifestyle podem ser poucos no Brasil mas são tão apaixonados quanto os dois amigos do filme.

Na trilha do trailer, nada menos do que o hino Soul Time, de Shirley Ellis.

Links: https://www.facebook.com/northernsoulthefilm // http://www.northernsoulthefilm.com

Marina and the Diamonds divulga FROOT, single e título do seu terceiro álbum

marinaandthediamonds_froot

Bem no dia de seu aniversário de 29 anos, 10 de outubro, a galesa Marina Diamandis aka Marina and the Diamonds finalmente dá sinais de seu terceiro álbum. “Froot”, o primeiro single e faixa que dá nome ao disco, foi divulgado hoje no YouTube. Com o “Electra Heart”, disco de 2012, rolou uma grande expectativa dos fãs para que Marina virasse uma grande popstar, mas acabou não estourando tanto quanto merecia. Talvez o disco fosse muito conceitual pra uma artista pop de hoje em dia. Mas fiquei bem animada o novo single com pegada disco, mesmo sendo um hit de verão lançado no outono do hemisfério Norte.

A música foi produzida pela própria Marina em parceria com o produtor David Kosten, mais conhecido como Faultline, que já trabalhou com o Bat for Lashes e Everything Everything. O disco está com lançamento previsto para abril de 2015.Haja coração pra esperar!

Marina Diamonds é uma artista muito talentosa, inteligente e com ótimas referências. Acompanho seu trabalho desde a estreia com o lindo “The Family Jewels”, adorei sua ousadia na criação do conceito do “Electra Heart” e estou ansiosa pra ver o que ela vai servir com “Froot”. Tudo indica que 2015 vai render bons frutos para ela. ♥

marinaandthediamonds_frootlyrics

 

Atualização: o clipe foi lançado no dia 11/11. Apenas maravilhosa!

Links: www.facebook.com/marinaandthediamonds // www.twitter.com/marinasdiamonds

Meus artistas escoceses favoritos <3

BRITAIN SCOTTISH REFERENDUM

Hoje enfim acontece o referendo que decidirá se a Escócia deve conquistar ou não a sua independência. Quatro milhões de pessoas estão registradas para o pleito e as pesquisas têm dado empate técnico, então tudo pode acontecer. Se o SIM ganhar, a data proposta para a independência seria proposta seria 24 de março de 2016. Muito bacana acompanharmos esse momento na nossa frente e, o mais importante, dessa vez sem derramamento de sangue.

Inspirada no post do blog Music on the run com dez bandas para conhecer melhor a Escócia, fiz uma breve lista dos meus artistas/bandas escoceses favoritos. Deve ter algo na água desse país que faça com que não só o seu uísque seja o melhor mas que a sua música seja privilegiada, com bandas e artistas incríveis que já deram muita alegria ao povo indie. *rs

Minha listinha pessoal e intransferível! <3

1) Teenage Fanclub

Quem acompanha meu blog e minhas redes sociais há algum tempo sabe que Teenage Fanclub é minha-banda-da-vida. Vi a sequência memorável de três shows no Sesc Pompéia em maio de 2004 e quando eles retornaram ao Rio e São Paulo em maio de 2011. O mundo fica bem melhor quando esses quatro caras estão em cima de um palco! <3

2) Franz Ferdinand

Cada show do Franz é tão único e especial que nem me incomodo com os chatonildos que a apelidam de “Iron Maiden do indie”, já que a banda volta todo ano ao Brasil. *rsrs Só eu já os vi no no Motomix SP em 2006, The Week em 2009, Via Funchal em 2010, Cultura Inglesa Festival em 2012 e Lollapalooza em 2013, sempre rendendo shows incríveis e ótimas histórias pós-shows, Podem vir mais 30 vezes que irei em todas, inclusive estou me preparando para o show de São Paulo no dia 30/09 e vou vê-los pela primeira vez no Rio no dia 2/10! \o/ Próxima meta será vê-los em outro país da América Latina, quem sabe em Barcelona e depois em Glasgow. Correr atrás de filhos não é a minha praia, meu negócio é correr atrás do Franz Ferdinand! *rs

3) The Delgados

Tem disco que marca tanto a gente que lembramos até onde compramos. Comprei o CD do Peloton em um sebo na Alfonso Bovero logo que me mudei pra São Paulo, em 1998, para fazer o curso de focas do Estadão. Então ouvir esse disco hoje em dia me traz um sabor de 20 anos, de mudança, de inesperado e de crises de asma ansiosa. *rs Hoje em dia a banda infelizmente não existe mais mas continuo acompanhando o lindo trabalho solo da Emma Pollock e me divertindo com os comentários dela sobre tênis no Twitter.

4) Belle & Sebastian

Quem não viveu o início dos anos 2000 não tem noção da comoção que foi o Belle & Sebastian na cena indie brasileira da época, ocasião em que os blogs, barzinhos, selos e bandas indies começaram a se firmar e a se aproximar do mainstream. O Belle & Sebastian teve todos os seus discos lançados pela Trama e chegou a tocar no Brasil no seu auge, com direito a cover de “Minha Menina” em um dos shows mais alto astral que eu vi no saudoso Free Jazz. <3

5) Primal Scream

Comecei a gostar do Primal Scream depois de já mais velha mas felizmente tive sorte de poder ver a banda ao vivo duas vezes no Brasil, incluindo na bela turnê do álbum “Screamadelica”, em 2011. É uma banda que não me diz tanto ao coração quando o Teenage Fanclub mas foi lindo ver esse show ao lado dos amigos emocionadíssimos!

6) Urusei Yatsura

Banda de Glasgow com nome de anime japonês que eu conheci através de uma fitinha k7 presenteada pelo meu amigo Sigrist

7) James Orr Complex

James Orr Complex é a banda-de-um-homem-só composta pelo violonista Christopher Mack, com disco lançado pela Rock Action, selo do pessoal do Mogwai. Ele atualmente vive em São Paulo e já deu aulas de inglês para meia cena indie paulista, incluindo esta que voz fala. *rs Os shows dele são raríssimos mas se acontecerem não perca pois além dele ser excelente músico entremeia as canções com causos engraçadíssimos, com humor escocês ímpar.

8) Lulu

Conhecida até por sua mãe por causa da faixa título de “To sir with love/Ao mestre com carinho”, a cantora de Glasgow ficou famosa aos 15 anos com uma das melhores regravações de “Shout”, dos Isley Brothers. <3

9) Calvin Harris

Você agora renega o Calvin Harris farofento mas bem que dançou pencas o “I created disco” que eu sei! Adoro o primeiro ábum do produtor de Dumpries e pra mim “In my arms”, que ele produziu, é uma das melhores músicas da Kylie!

Playlist da semana: Plus Size Pop

meghantrainor

O single “All about that bass”, de Meghan Trainor, foi um dos hits do verão americano e está começando a ficar conhecido no Brasil. Meghan é uma compositora de Nashville que resolveu arriscar uma carreira como cantora e logo agradou com o seu pop chiclete retrô, o clipe já está com quase 30 milhões de views. Na letra ela critica de forma bem humorada os padrões de beleza da sociedade.

A música e a proximidade do Bazar POP Plus Size inspiraram a playlist da semana: Plus Size Pop, com vários hits que celebram as curvas femininas. Ouça a playlist clicando aqui (não sei porque não consigo mais embedar os players do Deezer no blog).

O vídeo de “All about that bass”, de Meghan Trainor:

Playlist da semana: Cidades e canções

santosprediostortos

Os famosos prédios tortos de Santos, minha cidade ♥

Se tem uma coisa que me emociona na música são as canções sobre cidades e terras natal. Quem é de uma cidade pequena e vem morar em uma grande provavelmente também tem esse sentimento. Fiz uma playlist com minhas canções favoritas em homenagens a cidades ou que apenas as mencionam. Dá o play aí e me diz qual a sua favorita! ;-)

Como o embed está dando erro, clique aqui para ouvir a playlist no Deezer. ;-)